Atividades de formação dos pesquisadores do projeto MF

Este tem sido um mês intenso para os membros do projeto Memória Ferroviária. Docentes, pesquisadores e alunos estiveram reunidos em atividades em diversas cidades do estado de São Paulo. Ao todo foram uma palestra, duas oficina e um treinamento, previsto para esta semana. Tais atividades fazem parte dos esforços para o intercâmbio metodológico e constituíram também uma boa oportunidade para a difusão de conhecimento e fomento da interação científica entre a comunidade acadêmica das universidades paulistas.

IMG_8530

Arqueologia da Industrialização: a metodologia arqueológica aplicada ao estudo da arquitetura ferroviária (Juan M. Cano)

Na segunda-feira, 3 de junho de 2016, foi realizada na Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação da UNESP em Bauru a oficina Arqueologia da Industrialização: a metodologia arqueológica aplicada ao estudo da arquitetura ferroviária, ministrada pelo Dr. Juan M. Cano, bolsista PD da FAPESP no MF.

O patrimônio ferroviário é uma linha de pesquisa relevante na Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação da UNESP/Bauru. A FAAC é sede do projeto EFNOB/Bauru-km0, coordenado pelo Dr. Nilson Ghirardello e desenvolvido pelo grupo de pesquisa Grupo de Arquitetura: Teorias e Projeto, que interatua com o projeto Memória Ferroviária. A FAAC é também uma das faculdades que participam no próprio MF, através das atividades de pesquisa desenvolvidas pelo Dr. Samir Hernandes Tenório Gomes e sua equipe.

Assim sendo, a atividade ofereceu uma oportunidade única para fomentar o intercâmbio metodológico Arqueologia – Arquitetura a respeito de um mesmo objeto de estudo (patrimônio ferroviário), com ganhos interessantes para todos os participantes.

O Dr. Juan Cano apresentou os elementos construídos (edificações, conjuntos e paisagens urbanas) como uma fonte de informação para conhecer o passado, refletindo sobre as bases teóricas e conceituais a respeito da arquitetura industrial e de seu estudo pela Arqueologia, de um lado, e sobre a aplicação prática da metodologia arqueológica para o estudo dos elementos construídos, do outro.

FullSizeRender

 

Novas tecnologias e ferramentas de registro do patrimônio construído: fotogrametria e escâner 3D (Solimán López)

Já na segunda-feira, 13 de junho, pesquisadores da equipe MF reuniram-se no Complexo FEPASA de Jundiaí para assistir à oficina ministrada pelo professor convidado Solimán López Cortés (Diretor do Departamento de Inovação na Escuela Superior de Arte y Tecnología, ESAT/Valencia, Espanha), intitulada Novas tecnologias e ferramentas de registro do patrimônio construído: fotogrametria e escâner 3D.

Presentación1

Organizada em dois blocos teórico-práticos, a atividade ocorreu em diversos pontos do Complexo. As sessões teóricas aconteceram no Centro de Memória de Jundiaí, entanto a parte prática da oficina ocorreu nas antigas oficinas da Companhia Paulista de Estradas de Ferro. Como resultado, para além de conhecer novas ferramentas de trabalho, os pesquisadores MF participantes conseguiram efetuar um primeiro levantamento 3D preliminar de diversos elementos (objetos e estruturas) do Complexo FEPASA, produzindo novos materiais digitais (ainda em processo de experimentação e reflexão) de registro, pesquisa e divulgação.

FullSizeRender

 

Solimán López esteve também na UNESP/Assis, onde apresentou a performance Gutenberg Discontinuity.

FOTO_GUTENBERG_web

 

Projeto Memória Ferroviária e a Experiência com SIG (Ewerton H. de Moraes)

Na mesma semana, em 15 de Junho, o Me. Ewerton Moraes ministrou a palestra Projeto Memória Ferroviária e a Experiência com SIG na Faculdade de Ciências e Tecnologias da UNESP em Presidente Prudente. O evento foi organizado pelo Núcleo de Estudos em Patrimônio e Projeto (NePP) e teve como foco o projeto em andamento Inventário do Cemitério Japonês de Álvares Machado. Com a presença de pesquisadores e alunos da Universidade Estadual Paulista (UNESP), Universidade Estadual de Londrina (UEL) e Universidade Estadual de Maringá (UEM) o seminário formou um agradável espaço para o debate e intercambio de informações.

A ocasião foi também um marco para o MF. Esta foi a primeira apresentação pública da base de dados PMF_2, construída em parceria com o Centro Educacional Assistencial Profissionalizante (CEAP – Pedreira).

 

Próxima Atividade

A base de dados também é o foco da próxima atividade. A equipe estará reunida novamente nos dias 23 e 24 de junho para treinamento técnico.

IMG_5558

foto: Solimán López

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s